A Euforia do Corpo - Anaximandro Amorim

A Euforia do Corpo

Apresentação

Acredito que A euforia do corpo busca implicar os leitores num percurso de ambiguidades ? rompendo com obviedades ?, a começar pelo título, indicativo de estados abissais do ser, pois, a euforia pode indicar tanto alegria e otimismo quanto o seu oposto, o patológico, bipolar, a euforia depressiva. Jacques Lacan referiu-se à depressão como uma espécie de covardia moral, uma recusa do sujeito frente ao seu desejo. Anaximandro aceitou o chamado interno para refletir poeticamente sobre temas e conteúdos pulsantes e limítrofes. O escritor elegeu o filósofo francês Jean-Luc Nancy, estudioso de Lacan, como interlocutor privilegiado, como poderão observar em mais de duas dezenas de epígrafes. Essa escolha, que julgo ser consciente e bastante adequada, põe em cena o ente delimitador-mor da existência e condição primeira para a materialização de outros corpos: o corpo. 

Renata Bomfim

Doutora em Literatura, poeta e ativista ambiental



Visitas: 126


Compartilhe:

http://anaximandroamorim.com.br/ http://anaximandroamorim.com.br/